​Moradores do João Paulo II reivindicam área pública
Área pública do bairro foi cedida ao CRAD C.T. Filhos de Deus pelo período de 30 anos
por Redação 18/04/2019 às 14:59 Atualizado em 18/04/2019 às 15:09

Os moradores do bairro João Paulo II lotaram o plenário da Câmara, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (15), com o objetivo de reivindicar a revogação da lei 5.630/2019, que autoriza o município a firmar termo de sessão de uso com o CRAD C.T. Filhos de Deus (Centro de Reabilitação Álcool e Drogas Comunidade Terapêutica Filhos de Deus). No espaço da Tribuna Livre, a representante dos moradores, Juliana Cardoso, esclareceu que a comunidade não é contra o CRAD, apenas solicita que a área seja utilizada para outra finalidade, como a construção de creche, de escola, ou de área de lazer.

A lei cede, pelo período de 30 anos, áreas públicas localizadas nas ruas São Roque e Santo Tomás de Aquino para a construção da sede do Centro de Reabilitação. No entanto, Cardoso lembrou que, conforme informações do prefeito André Moser, em reunião realizada com moradores do bairro em junho de 2018, a área seria destinada à construção de creche ou escola.

Ainda segundo Cardoso, a população do João Paulo II vem crescendo rapidamente com a expansão dos loteamentos, sem que haja áreas públicas destinadas aos moradores. “Não teremos áreas públicas para a construção de creche, escola, associação de moradores, ou até mesmo um parque”, ressaltou.