Fossas ecológicas vão ser instaladas em Indaial
Na Tribuna, o representante do Rotary Clube de Indaial, Rolf Hadlich, falou sobre a iniciativa, que vai beneficiar famílias do município
por Redação 18/10/2019 às 13:17

Vinte famílias de Indaial, que moram nas proximidades de ribeirões, serão beneficiadas com a instalação de fossas ecológicas. Segundo o representante do Rotary Clube de Indaial, Rolf Hadlich, o projeto é uma iniciativa do Rotary Clube, em parceria com a Prefeitura, Casan, Univali, Associação de Moradores do Ribeirão Encano e voluntários, e tem o objetivo de preservar os ribeirões e bacias do Encano e Warnow.

Conforme Hadlich, o sistema de tratamento de esgoto é uma caixa de concreto instalada no terreno, onde são depositados pneus, brita, terra e, por último, é plantado o vetiver, uma espécie de capim que se alimenta dos dejetos domésticos. A única manutenção necessária do sistema é o corte do capim, que precisa ser feito de três a quatro vezes ao ano.  

Inicialmente, o custo de implantação de 20 fossas é de R$100 mil, valor investido pelo município, sem a contrapartida dos moradores.  

Além de proteger os rios, Hadlich explica que esta também é uma alternativa para bairros mais distantes, onde a rede de tratamento de esgoto não vai chegar. “A nossa meta é atingir além do Warnow e do Encano, apesar de o convênio só prever essas bacias”. 

Para baratear o custo do sistema e levar o projeto para outros bairros, o entusiasta citou alguns materiais e iniciativas necessários: escavadeira, caminhão caçamba, pneus reciclados, brita, entre outros. Ele ainda destacou a necessidade de legislação, “acrescentando, além da fossa e filtro, que hoje é lei, a fossa ecológica”, explicando que o atual sistema apenas filtra o esgoto, atingindo cerca de 60% de aproveitamento, enquanto a fossa ecológica consegue alcançar 100% de eficiência.    

Assuntos: Geral