Programa “Bolsa Monitor Artístico” pode ser implantado em Indaial
Proposta ainda precisa ser aprovada em segundo turno
por Redação 04/11/2019 às 10:56 Atualizado em 04/11/2019 às 12:58

O projeto de lei 27/2019, que institui o programa Bolsa Monitor Artístico, foi aprovado em 1º turno, na sessão ordinária de 31 de outubro. A proposta ainda precisa ser aprovada em segundo turno antes de seguir à Prefeitura para sanção. 

De autoria do Poder Executivo, o projeto tem como objetivo “a concessão de bolsa, com vistas a beneficiar a formação de novos profissionais nas variadas áreas oferecidas pela Fundação Indaialense de Cultura Prefeito Victor Petters”. 

Para se inscrever no programa, o candidato deve possuir, no mínimo, três anos de formação artística em uma das áreas disponibilizadas pela FIC e ter idade mínima de 16 anos; ou estar regularmente matriculado em uma das modalidades artísticas ofertadas pela FIC, ou ainda ser integrante de grupo cultural reconhecido pelo município, pelo período mínimo de três anos. O processo de seleção dos bolsistas será composto por inscrição, entrevista e audições, avaliadas pela Comissão Executiva do Bolsa Monitor Artístico.   

A proposta define três categorias de bolsas: Monitor Artístico I, com o valor mensal de R$500; Monitor Artístico II, com o valor de R$1.000; e o Monitor Artístico III, com o valor de R$1.500. Para cada categoria, o monitor deverá ter a disponibilidade de atuar, respectivamente, por 8, 16 e 24 horas semanais em programas de descentralização cultural da FIC nos bairros, além de participar de grupos artísticos mantidos ou apoiados pela FIC, quando existentes. 

O projeto deve ser apreciado em segundo turno na sessão do dia 8 de novembro.  

Assuntos: Geral