Sistema de energia solar da Câmara de Indaial gera economia para o município
Nos cinco primeiros meses de operação, o sistema de energia solar supriu 80% da energia consumida pela Câmara
por Redação 23/07/2019 às 14:41 Atualizado em 23/07/2019 às 15:30

A Câmara de Vereadores de Indaial está obtendo bons resultados com a instalação do sistema de energia solar, realizada em janeiro. As 134 placas solares, capazes de gerar 4 mil kWh por mês, estão rendendo economia média mensal de R$2,2 mil para o Poder Legislativo. 

O gasto com energia elétrica de fevereiro a junho de 2018 foi de R$16,3 mil. Neste ano, no mesmo período, foi de R$5,2 mil. A redução de mais de R$11 mil de um ano para o outro reafirma um dos principais objetivos da Câmara com a instalação dos módulos fotovoltaicos: a economia do dinheiro público. 

Segundo o contador da Câmara, Jefferson Carlini, a economia seria ainda maior se não houvesse o aumento na conta de energia. “No comparativo de valores, temos de levar em consideração que de 2018 para 2019 houve um aumento de 9,95%”. Ainda conforme Carlini, o tempo médio para a recuperação do investimento total do projeto e da implantação do sistema, que custou R$191,5 mil, é de aproximadamente sete anos, levando em consideração a atual média da economia gerada. 

O engenheiro eletricista Eduardo Deschamps explica que, nestes primeiros cinco meses, o sistema gerou 95% da eletricidade prevista e supriu 80% da energia consumida pela Câmara. Para ele, “a performance do sistema está dentro do esperado, tendo em vista a influência de fatores climáticos, como excesso de chuva no mês de maio e calor atípico entre o final de janeiro e março, intensificando o uso do ar-condicionado e aumentando o consumo de energia”.   

Uma nova avaliação do sistema de energia solar será realizada após 12 meses de operação. Todos os gastos com as contas de energia e os relatórios mensais da economia gerada com o sistema podem ser encontrados no Portal da Transparência do site da Câmara de Indaial.